As folgas da vida…


Quando a exaustão nos vence acontece ficarmos num estado de coma temporário durante toda a tarde de folga. Em que nada nos acorda, morremos para o mundo durante aquelas horas. Não vemos a luz ao fundo do túnel, mas vemos outras coisas em sonhos.

Durante o meu estado de coma temporário ouço de longe os sons de quem me chama noutra divisão da casa, o telemóvel toca e toca, alguém que me telefonou, mensagens por ler… Não consigo sequer olhar para o computador que deixei ligado e meio caído a meu lado na cama. Ele também toca, a música da rádio que me embala e o “ta na num!” do msn das pessoas que perguntam por mim porque entrei em coma a meio de conversas.

Perdi o controlo de mim própria, como se tivesse apanhado uma pedrada de sono, estava completamente drogada de cansaço. As várias tentativas que fiz de sair da cama foram em vão, olhos semi-cerrados, descontrolo nos movimentos do corpo, visão a dobrar, moleza, dormência. Voltava a dormir sem lutar mais.

Quando acordo do meu estado de coma, vejo tudo o que me estava a “chamar”. As mensagens que recebi algumas eram tuas. Querias vir ver-me. “Raios parta o estado de coma” perdem-se oportunidades preciosas. Dizes que voltas de noite. E ainda bem. Mas será que sim? Tenho a sensação que nem contigo, nem sem ti! Abre-me essa porta e deixa-me entrar de vez!

E agora uma coisa que não tem nada a ver. Mas que tinha mesmo de pôr aqui. É daquelas coisas mesmo obrigatórias. Ia hoje a sair do trabalho quando passo por um lugar onde estava isto pendurado. Larguei daquelas gargalhadas a olhar para o papel.

procurase.jpg

Pensei: “Não tenho um trazeiro assim, é pena, 250€ davam jeitinho.” Mas como sou amiga, se alguém cumprir os requisitos tá o número em baixo, 250€ pelo nosso trazeiro. Nada mau!!! Ah! e tem de ser solteira. LOL  Que raio de concurso de massagem será esse…

Autor: Erika

Quem escreve: De nome: Erika. Tenta escrever o que mais lhe apetece. Tenta ser simpática. Quando não reclama, sugere. Sorri muito. Atribui significados importantes à musica, ás cores, cheiros, sabores, texturas. Teimosa, orgulhosa, ambiciosa q.b., não cria espectativas, cria objectivos. Gosta de dormir, é preguiçosa mas detesta preguiçar. Perde-se na internet. Perde-se naquele momento perfeito. Perde-se na fotografia. Perde-se nas pessoas. Perde-se na paixão. É apenas mais alguém que escreve.

5 opiniões sobre “As folgas da vida…”

  1. Escreves muito bem!
    Gostei!
    Quanto ao anuncio, vou ver (ou não!) se alguma minha conhecida cumpre os requesitos… 🙂
    Abraço!

  2. Bom texto. Excelente reflexão.
    Quanto ao apanhado, soberbo. É o tal poder do corpo que aqui está em causa. O concurso de massagem é apenas um isco. Infelizmente adivinham-se várias “peixas” a morder o mesmo, mesmo sabendo para o que vão.

    Bjs.

  3. Olá Vitor,
    Pois…eu tentei, tentei mesmo. Mas prontos. Ás vezes até é preciso entrar num estado de coma pra quando eu saio dele me sentir renascida. 🙂 Obrigada pelo elogio. Mas eu já estou a escrever um livro, este, que é meu e de quem visita. Portugal no sei melhor, sem dúvida!

  4. Há momentos assim… Mas recomendo que tentes fugir do coma. Mesmo. Porque perdes outros momentos!

    Essa merece figurar no Portugal No Seu Melhor! Sem sombra de dúvidas!

    Posts absolutamente geniais. Tens um estilo excelente 🙂 Já pensaste em escrever um livro?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s