Capitulo [Último]


eden.jpg

Rasgaste as páginas do nosso livro. Dividiste-as e disseste: “Este é o meu. E este o teu.” Acrescentaste páginas em branco e pediste-me para começar de novo.Nas páginas antigas aquilo que escrevi já não se vê… Em algumas existem apenas borrões e manchas do que outrora foi uma grande e bonita história. Pedes-me para iniciar um novo Capítulo dizendo que acreditas que eu sou capaz.

Recomeço a escrever, palavras que fogem para ti. Encerro o novo Capitulo que comecei, ganhando coragem para a despedida. Guardo as páginas antigas numa caixa fechada, pois com elas aprendi as maiores lições e nelas vivi as maiores experiências. Guardo o Adeus para me relembrar de onde tenho de renascer – das cinzas.

Anseio que leias cada palavra do novo livro mas ao mesmo tempo quero que seja só meu. Assim como tu te guardas para ti!

E quando finalmente me sinto alguém diferente nas palavras que me escrevo, dizes que me queres voltar a conhecer. Pedes-me as folhas que escrevo. Queres espreitar cada parágrafo.

Misturas as páginas que temos…e voltas a separar. E misturas de novo. Deixas folhas tuas no meu Capítulo e levas algumas minhas dobradas e perdidas nas tuas mãos. Deitas fora palavras sinceras, rasgas-me em pedaços querendo ou não!

Deixas a história sem rumo, misturada e confusa. Sem nunca me mostrares o teu lado. Em folhas caídas pelo chão, dizes-me que sou importante e que sentes a minha falta. No entanto não faço realmente parte de ti.

Não mexas mais no meu livro. Deixa-me as palavras sozinhas. Não mistures as histórias nem as folhas, porque este Capitulo hoje é só meu.

Autor: Erika

Quem escreve: De nome: Erika. Tenta escrever o que mais lhe apetece. Tenta ser simpática. Quando não reclama, sugere. Sorri muito. Atribui significados importantes à musica, ás cores, cheiros, sabores, texturas. Teimosa, orgulhosa, ambiciosa q.b., não cria espectativas, cria objectivos. Gosta de dormir, é preguiçosa mas detesta preguiçar. Perde-se na internet. Perde-se naquele momento perfeito. Perde-se na fotografia. Perde-se nas pessoas. Perde-se na paixão. É apenas mais alguém que escreve.

5 opiniões sobre “Capitulo [Último]”

  1. A felicidade extrema e a “tristeza” (se lhe quiseres chamar assim) extrema são os dois sentimentos que me levam a escrever melhor. Parece que nos conduzem os dedos e nos fazem descrever melhor os sentimentos.

    Excelente post.

    Força.

  2. só para não pensarem que sou burro (que sou…mas não tanto) Pulegar e cocho têm um motivo para os erros! (sim porque há quem não tenha reparado nos erros…e há quem tenha!)

  3. Criemos, pois o mundo novamente!!!!
    Com letras “garrafais” e tonéis de poesias “calientes”… não espereis que eu oculte o livro de meus dias… navegueis, pois no Velho Chico, ide muito além do nobre Tejo, em busca das histórias mais longínquas, guardada a sete chaves em Loulé, por uma linda Senhorita de nome Érika.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s