Observando o final de caminhada


Hoje escrevi as fitas de pessoas que me estão perto. O meu Padrinho uma pessoa que sempre admirei pela sua força e dinâmica dentro da universidade, simpatia e amizade acima de tudo. E amigos que iniciaram comigo e que estão agora na recta final. A Benção das Fitas é um evento que me faz pensar no meu próprio rumo académico e nas escolhas e decisões que tomei neste último ano.

Faz-me pensar que não me arrependo por “ter ficado para trás” por diversas razões que não me permitiram continuar, acima de tudo faz-me pensar nas pessoas e nas afinidades que tinha com algumas pessoas pelas quais tenho muito carinho, e que com o tempo e a “distância” se foram perdendo. Sinto uma falta daquele lugar que ocupava cheio de sorrisos quentes, abraços ternos e verdadeira fraternidade.

Ter de trabalhar e estudar ocupa-me toda a energia. Quase não conheço aqueles que me acompanham agora, não por falta de vontade, mas por sentir um vazio na interacção com eles. Existe em mim uma falta de motivação e ao mesmo tempo uma vontade de tudo.

Será que vou conseguir também chegar á recta final, e entregar em mãos que sei que me serão queridas as minhas fitas de final de curso? Será que vou ter um lugar de sorrisos quentes? E alguém que me acompanha lado a lado cheio força, vontade e ideiais? Irei eu ter a motivação como estas pessoas a quem escrevi estas palavras de força e sorte?

Não me irei eu desiludir a mim mesma? Penso que não. A força está aqui, só tenho de a procurar e organizar a minha vida. Só não cumpro os objectivos se não quiser. Só não estarei eu também, trajada e de pasta na mão carregadinha de fitas, se não trabalhar para isso e se não me deixar entregar a isso.

E mais tarde irei ler também as minhas fitas escritas por aqueles que me concederam um lugar de sorrisos quentes, abraços fraternos e momentos de verdadeira alegria.

Autor: Erika

Quem escreve: De nome: Erika. Tenta escrever o que mais lhe apetece. Tenta ser simpática. Quando não reclama, sugere. Sorri muito. Atribui significados importantes à musica, ás cores, cheiros, sabores, texturas. Teimosa, orgulhosa, ambiciosa q.b., não cria espectativas, cria objectivos. Gosta de dormir, é preguiçosa mas detesta preguiçar. Perde-se na internet. Perde-se naquele momento perfeito. Perde-se na fotografia. Perde-se nas pessoas. Perde-se na paixão. É apenas mais alguém que escreve.

3 opiniões sobre “Observando o final de caminhada”

  1. Sou apenas um estranho que por acaso passou por aqui. Que por acaso se licenciou na UAlg e que por acaso trabalhou durante um período em que fez o curso.
    Por isso te digo que com força de vontade tudo se faz, se não for mais depressa, é mais devagar…mas o importante é que não desistas…ias arrepender-te de morte.
    Felicidades.

  2. Pois é minha linda blogueira!!!

    Como está escrito em seu perfil, aí do lado de sua foto; “Pensamentos tornam-se coisas” – bem cartesiano, racionalista, empirista, coisa nossa, ocidental…….

    Claro que vais conseguir, eu cá tive que cursar Administração de Empresar até o fim, para somente então descobrir que esta não era a “minha praia” como dissemos aqui…… isso não era de verdade o que eu queria, bem, estou cursando Letras agora, e para ser bem honesto, não tenho dúvidas de que agora me encontrei…….

    Devagarzinho agente aprende que “o importante em uma caminhada é o caminhar”………

    Desejo-lhe sorte aí na conclusão de teu curso!

    Grande Abraço!!!!!

    Hasta Hotra!!!!!!!!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s