Auto-destruição


Quando olho ao espelho não me vejo, não consigo.
Não sei de quem é aquela imagem! Não sou eu!
Quero partir-me em pequenos pedaços, se pudesse!
Reconstruir-me em remendos imperfeitos.
Imagem distorcida, é o espelho que não sabe ver-me.
Auto-destruição na minha inconsciência.

Autor: Erika

Quem escreve: De nome: Erika. Tenta escrever o que mais lhe apetece. Tenta ser simpática. Quando não reclama, sugere. Sorri muito. Atribui significados importantes à musica, ás cores, cheiros, sabores, texturas. Teimosa, orgulhosa, ambiciosa q.b., não cria espectativas, cria objectivos. Gosta de dormir, é preguiçosa mas detesta preguiçar. Perde-se na internet. Perde-se naquele momento perfeito. Perde-se na fotografia. Perde-se nas pessoas. Perde-se na paixão. É apenas mais alguém que escreve.

3 opiniões sobre “Auto-destruição”

  1. Por vezes parece que fala de mim.
    E quando ouve a própria voz? Como se sente? Eu sinto-me irritado com a minha. Odeio-a. Mas também é verdade que não ha nada em mim que eu goste.
    Feliz Natal. Para si e para a sua família.

    João.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s