Na estante.

Fui ás compras e na Fnac lá me deixei “não resistir” a levar um livro (ou dois)!

E na estante prontinhos a serem lidos, bebidos, absorvidos, folheados estão:

  • a t r a c ç ã o – de Cameron S. Redfern

1º Parágrafo «Ela sabe o nome dele, ainda antes de o conhecer – um nome que é como um intrincado puzzle feito de aço inoxidável; um nome que ela ouviu muitas vezes e anotou algumas, sem que os seus caminhos jamais se tivessem cruzado e sem que ela jamais esperasse que viessem a cruzar-se. Ela tem jeito para dar largas à imaginação a partir do nada e quando lhe dedica algum pensamento, ele surge pincelado com o toque argentino e frio do seu nome.»

Foi comprado por impulso, gostei do nome, gostei da capa, abri ao meio e li umas páginas e também gostei do que li, veremos se é bom.

  • A Estrada – de Cormac McCarthy

1º Parágrafo «Quando acordava nos bosques, na escuridão e no frio da noite, estendia a mão para tocar na criança que dormia a seu lado. Noites de trevas mais densas do que as próprias trevas e cada dia mais cinzento do que o anterior. Como os primórdios de um glaucoma frio a obscurecer o mundo. A mão subia e descia suavemente a cada fôlego precioso.»

Soube deste livro através de um programa na televisão, captou a minha atenção imediatamente. É a história de um pai e um filho que caminham sozinhos, numa terra onde já só existe devastação. Nada se move na paisagem devastada, excepto a cinza no vento. O frio é tanto que é capaz de rachar as pedras. O céu está escuro e a neve quando cai é cinzenta.

História comovente de uma viagem, que imagina com ousadia um futuro onde não há esperança, mas onde um pai e um filho se vão sustentando através do amor. Impressionante a plenitude da sua visão, esta é uma meditação inabalável sobre o pior e o melhor de que somos capazes: a destruição última, a persistência desesperada e o afecto que mantém duas pessoas vivas enfrentando a devastação total.

Vou já começar a ler.

Apetece-me dizer qualquer coisa.

E se quiser digo (!), mesmo que não faça sentido nenhum!

vaca.jpg

Apetece-me…….arrancar qualquer coisa cá de dentro. Não sei o que é…espera!! Sei.. Claro que sei. És tu!

É mesmo chato:

  • Ter de repetir a mesma história a toda a gente vezes e vezes sem conta, ainda mais quando é triste. Dá vontade de escrever as respostas num cartãozinho e entregar ou então simplesmente quando perguntarem “PorquêeeeeE? Que aconteceeeeeu?” respondo “PORQUE SIM.”
  • Haver dias em que acordo cheia de saudades tuas. (Como Hoje)
  • Ter que ficar a tarde na loja sozinha a olhar para as moscas.

Irrita-me:

  • Quando os clientes entram na loja e vão pro terceiro balcão (lá na ponta) e eu estou no primeiro (mesmo em frente á porta) e depois começam a “gritar” de lá de longe o que querem quando podiam ter entrado e ficado logo á minha frente. Fazem ter de me deslocar até lá, senão andamos aos berros e ninguém se entende! Não era mais fácil entrar e ir logo pra onde EU estou a atender e não a Assistente Invisivel?
  • Quando as pessoas entram na loja a perguntar “Carrega TMN?” ou “Quero comprar um telemóvel TMN”. Será que o simbolo gigante da Vodafone do placar exterior não dá uma dica? Ou o vermelho das montras, da porta, das paredes, dos balcões, da farda, dos expositores, os panfletos a dizerem Vodafone, não denuncia que se calhar estão numa loja da vodafone? Daaahhh!!!!

Estou em pulgas!Já vi o 1º episódio da segunda temporada de Heroes e para ser sincera até estava um pouco reticente se iria ser alguma coisa de jeito! E para meu espanto até foi bastante bom, conseguiu captar a minha atenção e curiosidade.

Já tenho o 1º episódio de House da 4ª temporada. Mal posso esperar!

Só falta o Dexter. Dia 30!

Hoje mais uma jantarada com os caloiros e o resto da malta. E amanhã mais um dia de ressaca no trabalho!

E chega Setembro…

E com Setembro chega…

…O inicio das aulas para muita gente, muita gente meeesmo!

Chegam os dias cada vez mais curtos, mas não necessáriamente mais frios.

As praias vazias com o desertar dos tugo-turistas.

Chegam os colegas de turma, os amigos de escola, os amigos do peito que estão longe.

Chegam os caloiros, começam as praxes, os jantares de curso, as noitadas académicas. Os gritos dos académicos, os brindes à sangria, os jarros de cerveja… (ainda faltam 15 dias mas, chegam!)

Menos clientes na loja.

O começo das novas temporadas das minhas séries favoritas. Sim grandes vicios!

  • House Md, 4ª temporada, com estreia prevista para dia 25 de Setembro na FOX.
  • Heroes, 2ª Temporada, com estreia prevista para 24 de Setembro.
  • E Finalmente Dexter, 2ª Temporada, com estreia apontada para 30 de Setembro.

Mal posso esperar.

Um dos meses que mais gosto, por acaso, até é Setembro.