Estrela

Estrela era uma mulher que nada tinha a ver com o seu nome (ou os significados que lhe atribuem). Pouco ou nada tinha de luz interior, era opaca não deixava transparecer nada de radiante. Emocionalmente pobre, expelia negatividade por todos os poros.
Era carrancuda, nada a fazia sorrir. Aquilo que mais detestava eram as piadas ou piropos que faziam á custa do seu nome.
Um dia , acompanhada por alguém, pelo caminho tropeçou e caiu.
“Olha uma Estrela Cadente!”
Todos riram e seguiram, Estrela ali ficou.